A busca por oportunidades, não por empregos.

A busca por um emprego de carteira assinada parece que ainda é um dos maiores sonhos do trabalhador brasileiro. Aqui, talvez isso surgiu com o advento da criação da CLT e também devido ao virtuoso crescimento econômico que o pais atravessou na década de 60.

Por anos a fio, as empresas mantiveram organogramas piramidais e a hierarquia rígida, com aumentos incrementais de tecnologia, ambientes com competição controlada, tendo nos ativos fixos o seu maior valor. Nesse contexto, um profissional bem-sucedido era aquele que fazia uma carreira longa em uma companhia. As funções eram definidas claramente, sempre havia tempo para preparar substitutos e as empresas “ensinavam” o trabalho ou as pessoas iam aprendendo pelo observar dos mais velhos.

Porém, nos últimos anos, temos vivido uma pujante mudança de cenário global (certamente provocada pelo acesso imediato à informação trazido pela tecnologia cada vez mais veloz. Agora, as empresas vivem numa ideologia de curto prazo, de ganho rápido e ênfase forte resultados; vivem em ambientes de alta competição, complexos e internacionais.

A realidade agora é que devemos nos preocupar em buscar oportunidades. Os novos profissionais passaram a ter que buscar projetos e desafios, e não necessariamente por empregos. E nessa situação, como você está?

Tenha renda utilizando o seu talento

Essa reflexão que estou escrevendo trata sobre o papel da mudança de mentalidade (mindset). Num mundo onde você tem tanta informação disponível o tempo todo, onde tudo se torna ultrapassado rapidamente, onde a notícia de ontem já não é a mais lida hoje, como você tem se preparado para enfrentar um novo mundo que vem pela frente?

Não. Não estou te pedindo que você largue o seu emprego. O que eu sugiro é que o mundo descobriu que o talento é o novo diferencial competitivo. Pense comigo: onde há negócios iguais, pessoas cada vez mais iguais, copiar colar, o que vai fazer diferença?

A diferença está justamente na individualidade. Na expertise de cada um, no que cada pessoa saber fazer de forma única. Recomendo então a você que gaste um tanto de tempo necessário para descobrir o que te move. Afinal, qual é o seu propósito? Qual resultado você quer entregar para o mundo? Sem essa definição, dificilmente você vai chegar na parte ainda mais importante, que é a de descobrir o seu talento e como você pode entregá-lo às pessoas.

Um exemplo: se você pretende ser um líder, como um empreendedor ou numa empresa em que trabalha, qual é a sua capacidade de atrair outros talentos? Qual a mudança que você quer provocar na vida delas para que elas entreguem mais resultados para a sua organização? Eis a questão…

O empreendedorismo como oportunidade

empreendedorismo-1

Uma grande oportunidade que vejo estar se formando com a crise o qual estamos atravessando nos Brasil – e tantas outras que ainda tivemos e teremos – é a necessidade de que nós invistamos no empreendedorismo. Segundo o último relatório do Sebrae/GEM (2015), o Brasil possui 52 milhões de empreendedores. Comparando com o mesmo relatório de 2014, houve um aumento de 17,4% no número de pessoas empreendendo. É bastante não?

Então, por essas e outras, será que já não é hora de você começar a empreender um negócio e buscar oportunidades de ganhar dinheiro com o que você gosta de fazer, ao invés de ficar sempre se podando num emprego? Ou quem sabe, você, apesar de gostar do seu emprego atual, será que não seria possível empregar o seu talento em plano B? [clique aqui] que tenho algo de valor a te apresentar.

E para melhorar: E se o essa oportunidade de negócio fosse no ramo digital? Segundo o site AdNews, a área de marketing digital cresceu cerca de 14% em 2015. Os investimentos em marketing digital no Brasil saltaram de 8,5 bilhões em 2014 para 9,5 bilhões em 2015, mostrando que apesar da crise o setor vai de vendo em popa.

Vou melhorar mais ainda esta reflexão: E se fosse possível você começar um empreendimento online no conforto de sua casa, de forma legalizada, com mais tempo para a família e possibilidade de ganhos iguais aos de uma empresa com estrutura física? Você acha isso possível?

Pois é. Isso é possível e eu sou a prova viva disso.

Para terminar, se você chegou até aqui é por que tem um forte desejo de mudança. Um forte desejo de sair da sua zona de conforto e ultrapassar os seus limites. Portanto, se quiser conhecer mais sobre como empreender e especificamente sobre como empreender online de forma séria (sem pirâmides…) e com ganhos recorrentes, [clique aqui] que tenho algo de valor a te apresentar.

Sinceramente desejo que todos os seus objetivos sejam alcançados com maestria.

Prof. Danilo Mota é empreendedor digital e professor. Tem formação em Administração, especialização em marketing e mestrado em finanças. Escreve periodicamente no seu blog. Clique aqui para acessar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *